12 clipes sexuais: uma playlist para entrar no clima

Ah, os bons tempos de proibidões da MTV...

A fórmula de videoclipe insinuando cenas de sexo é bastante perigosa. Eu até diria explosiva. Porque gasta-se uma puta grana para o vídeo em questão ter censuras de tudo quanto é lado e cair no esquecimento.

Mas as internets, nossa amada, permite que MTVs e VH1s da vida se lasquem pra lá com suas censuras. Pois, em terra de Youtube, quem tem mais de 18 anos é rei.

Para além da Madonna… 

Se Justify My Love da Madonna chocava a tradicional família brasileira lá nos idos de 1990, o que dizer dessa lista (quase) surpreendente que montei para vocês chocarem mais?

The Naked and Famous – The Sun: no âmbito puramente abstrato-artístico-indie-neozelandês-de-ser, temos um casal transando enquanto explosões orgásticas e figuras geométricas colorem nossa vista.

Cairo Knife Fight – Rezlord: o duo de rock, também neozelandês, deu poder à pussy de um jeito perigosamente sexy: cavalgadas matadoras.

Thiago Pethit – Moon: dirigido por ninguém menos que Heitor Dhalia, um complexo de casais transam sob um suave preto e branco, como a luz do luar. Poético. E até gostoso.

Slavi Trifonov & Ku-Ku Band – Byagay:  exótico no nível búlgaro. Me parece que um cigano, meio rapper Pitbull, narra o delicioso pesadelo sensual vampiresco de uma donzela bem gata.

Beyoncé – Partition: confesso que a 1ª vez que vi esse clipe foi hoje. Mas a rainha do rebolado não decepcionou ao esfregar na cara da sociedade que um tedioso café da manhã deixa a gente no clima.

Beyoncé – Baby Boy: o motivo pra ter digitado “sexo + Beyoncé” no Google. Não tem um ser neste planeta que não se molhe inteiro vendo a rainha aqui.

Kings of Leon – Sex on Fire: por falar em molhar as roupas de baixo, esse hit da banda norte-americana mais familiar merece estar aqui sem mostrar um peitinho sequer.

Robin Thicke – Blurred Lines: meio sexista, mas modelos seminuas, homens com voz feminina e essa batida ritmada faz sim muita gente “wanna it”.

Margo LALA – Heartless: a francesinha gostosona e marrenta se pega deliciosamente com seu amor-michê de forma que nenhuma Rihanna possa colocar defeito.

Peaches – Rub: uma ode às bucetas deste mundo! A canadense acostumada às polêmicas causou ferozmente nesse clipe com chuvas de vaginas (e até piroca) bastante explícitas.

Flávio Renegado – Luxo Só: para ter uma melanina nessa lista, né? As musas do coletivo Batekoo apimentaram o clipe do rapper mineiro com muita sensualidade. Obrigada, moças!

Avatar
Sexo, mulheres, vídeos e ensaios eróticos! Isso e muito mais do universo masculino com aquela pitada de humor, sacanagem e informação.