A nossa advogada, conto erótico por Thatá

menage-com-3-mulheres

Oiiiii, pessoas lindas!!! Tudo bem?

Estou ótima, amando a capital gaúcha, uma cidade perfeita para mim!!! Mas, chega de lero e vamos ao nosso conto?

Sábado, 30/04

Sexta-feira foi bem corrida e quase que tudo deu errado. Eu havia comprado uma passagem para SP, tinha que resolver algumas coisas com a Nanny. Quase perdi o avião, mas tudo deu certo, consegui sair mais cedo da emissora e fui para o aeroporto.

Cheguei em SP, a Nanny me buscou no aeroporto e fomos para casa… matei a saudade do meu amor e fizemos amor a noite toda.

Sábado de manhã já acordei cedo, tomei banho e café e fomos para o escritório da nossa advogada, a Dra. Rebeca. A Nanny havia adiantado uns assuntos particulares nossos e também resolveu fazer um contrato de união estável.

Até aí tudo bem.

Porém, a Nanny não disse que seria para nós duas. A Dra. Rebeca achou que fosse para um casal normal e quando chegamos lá por volta das 10:40 eu acho, a Dra. ficou pasma ao saber que éramos um casal de mulheres.

Ela ficou vermelha de vergonha, pois ela já havia feito todo o contrato e tudo mais. Teve que mudar algumas coisas e tudo mais… detalhes chatos, ok.

Eu percebi uma coisa estranha, pois durante a nossa reunião ela ficou perguntando para nós como era ser lésbica e essas coisas… a Nanny boca aberta falou um monte de coisa, até da nossa intimidade.

Contrato assinado, a Dra. tinha que ver algumas coisas nossas ainda e ficou de nos mandar uma papelada mais tarde.

De tarde, por volta das 16:15, nós duas estávamos vendo Netflix e tocou o celular da Nanny, era a Dra. Rebeca que disse que os documentos estavam todos prontos e sugeriu de levar para nós.

Ok, combinamos assim, pois seria bem melhor para nós duas.

Eu estava de shortinho e uma camiseta regata, sem nada por baixo, a Nanny usava um macacão tipo tomara que caia.

A Dra. Rebeca, se preparem, ela é uma branquinha de cabelos pretos na altura do ombro, deve ter uns 25 anos eu acho, muito bonita, corpo bem cuidado, coxas grossas, seios grande (depois descobri que era silicone).

Ela chegou lá em casa e nossa. Só de olhar minha princesa ficou melada e também me deu um ciúme danado.

Pois a Nanny nem disfarçou, foi até ela e deu um beijo, dando um Oi, mas eu percebi a maldade dela.

A Dra. usava uma camisa social branca, bem justa, que contornavam deliciosamente seus seios, usava uma saia preta na altura dos joelhos e justa, ela tem um bumbum delicioso, e para me matar do coração, usava meia 7/8.

Nossa, que tentação de mulher.

Ela trouxe os documentos que nós precisávamos e ficou lá fazendo hora, disfarçando e tentando puxar assunto e a Nanny meio desligada não entendeu a jogada dela, mas eu tinha uma certa desconfiança, resolvi apelar.

Em um certo momento, eu acariciei a Nanny e bingo!!! Percebi que os olhos da Dra. seguiram a minha mão, depois nossos olhares se cruzaram, lambi meus lábios, e ela ficou sem graça e disfarçou olhando para o lado.

Não me aguentei e mandei na lata: Dra. tu não veio apenas nos entregar esses documentos, tem algum interesse por trás?

Nessa hora a Nanny entendeu a jogada e começou a atacar a Dra. Ela se levantou e se sentou ao seu lado no sofá, a Dra, estava visivelmente sem jeito, mas dava para perceber que a sua respiração era forte, ela ofegava de emoção.

A Nanny retirou os documentos da sua mão e os colocou sobre a mesa, ela pegou a mão dela entrelaçando os dedos e a fitou nos olhos… a Rebeca não aguentou sustentar o olhar por muito tempo e começou a rir.

Eu sentei ao seu lado no sofá e perguntei se ela já havia feito amor com mulher, ela disse que sim, mas fazia alguns anos…

Ótimo, gosto de pegar inexperientes. A empurrei contra o sofá e não tive a menor vergonha de apalpar seu seio esquerdo.

Ela deu um gritinho de susto, eu e a Nanny já começamos a abusar dela para não dar tempo de desistir, já fomos desabotoando sua camisa e nossa, que belo par de seios, fiquei até com inveja, acho os meus lindos, mas os dela são maravilhoso.

Ela usava um sutiã tomara que caia e caiu mesmo, com um puxão eu e a Nanny demos liberdade para aquelas tetas deliciosas, liberdade que durou muito pouco, logo nós duas começamos a mamar nelas. Senti o biquinho ficando durinho em meus lábios, a Dra, seria a nossa putinha nessa tarde.

Com uma mão afastei uma de suas pernas e a Dra me ajudou abrindo bem as pernas, sua saia justa, de bom grado, subiu bastante, revelando uma calcinha de renda preta com laço rosa, bem bonita, do tipo que eu compraria para mim, rs.

Começamos a tirar a sua calcinha que logo revelou uma princesa, rosinha, bem pequena e cheirosa.

Cuspi em meus dedos e passei levemente em sua princesa, senti ela dar um pulinho, olhou para nós e disse: nossa, assim tão rápido? Achei que seria mais romântico.

A Nanny disso que romântico é só em filmes e lhe tascou um beijo na boca, nessa hora fiquei numa fúria de ciúmes, e parti para cima,  afastei aquelas coxas maravilhosas, cuspi na sua princesa, e comecei a judiar dela, lambi seus lábios grossos e às vezes mordiscava levemente eles, ouvi gemidos da Dra que, nessa hora, já era a nossa putinha.

A Nanny parou de beijá-la e nisso ela começou a gemer e pedia pra não parar. Nossa, que delícia, continua! Ela teve um orgasmo ali no sofá de casa mesmo. A Nanny safada, já havia tirado a roupa, aproveitei o momento e fiz o mesmo.

Subimos no sofá, ficando de frente para ela, e esfregamos nosso seios em sua cara. Ela ficou boba, não sabia em qual mamava, hora em mim, depois na Nanny, suas mãos não sabiam ficar quietas, cada mão dela percorria os nossos corpos, até que ela encontrou um lugar certo na minha bunda e outra mão se encontrou com o seio da Nanny enquanto ela mamara em meio seio.

Eu e a Nanny, nos beijamos deliciosamente. 

Até uns 20 vinte minutos atrás, havia uma Dra, linda na nossa casa, agora tínhamos uma puta deliciosa em nosso sofá, do nada a Nanny se levantou e disse que queria experimentar algo, foi correndo para o nosso quarto e disse para eu tirar toda a roupa da Dra.

E olha, fazia tempo que não tinha tanto satisfação em tirar a roupa de uma mulher. Enquanto a Nannny demorava, eu judiava da princesa dela, chupava sem dó, mordia levemente arrancando gemidos dela e a Nanny…

A Nanny… é a melhor namorada do mundo srsrsr.

Ela jogou no sofá um gel lubrificante e pegou 2 cintas com pênis de borracha, na hora cai numa gargalhada e a Dra, ficou com os olhos esbugalhados naquilo. Senti que a sua respiração parou, a Nanny já foi colocando a dela e me passou a minha, eu me atrapalhei com aquilo, pois só tinha usado uma vez.

A Dra ficou de quatro no sofá para nós, a Nanny lambuzou aquela piroca de gel, sentou no sofá, e a Dra veio e sentou em cima daquela piroca.

Eu já estava pronta, passei bastante gel e a puta da Dra já estava cavalgando em cima da minha namorada, que cachorra, e eu não deixaria barato.

Cheguei por trás dela, dei um puxão naquele cabelo lindo e enfiei aquela piroca melada de uma vez. Fizemos uma DP ali mesmo e aquela Dra. gemia, gemia e pedia mais, enquanto ela quicava no colo da Nanny e eu metia com gosto naquele rabinho rosado.

Teve uma hora que tive que tapar a boca dela de tanto que gemia alto, talvez os vizinhos estivessem ouvindo.

A Dra. chegou ao seu limite e do nada ela parou de quicar e caiu nos braços da Nanny, gemendo e trêmula, dizendo que estava exausta, nunca tinha dado tão gostoso.

Eu também fiquei cansada. Ela se levantou se recompôs e a Nanny a levou para o banheiro para que ela tomasse uma ducha.

Quando a Nanny voltou, tirou a cinta e foi pegando as roupas do chão, eu a joguei no sofá, a deixei de quatro, lambuzei meu dedo de gel e meti no rabinho dela.

E comecei a meter na bundinha dela que rebolava para mim, a prensei contra o sofá, e sussurrei em seu ouvido: Nanny sua cachorra, eu vi como você estava toda derretida por essa Dra., você é só minha, minha namorada.

Ai ela disse: nossa, que linda, se declarando para mim! Aquilo me deixou irritada e meti com força no rabinho da Nanny.

Bom, depois de fazer amor selvagem, fiquei cansada e com fome, a Dra. tomou o banho e pegou suas roupas.

Ela bem constrangida nos perguntou sobre o ocorrido, eu disse que aquilo era só entre nós três e que não mudava nada a nossa relação profissional, e também se ela quisesse repetir, não havia problemas.]

Ela nos deu um sorriso sem vergonha, do tipo eu volto aqui com certeza…

Bom pessoas linda, é isso.

Espero que tenham gostado e beijos para vocês.

Sexo, mulheres, vídeos e ensaios eróticos! Isso e muito mais do universo masculino com aquela pitada de humor, sacanagem e informação.