Dando para o gogoboy, conto erótico por Eileen Mends

Como foram as aventuras da Eileen no swing?

Era pleno sábado, não estava muito a fim de sair, mas meu esposo começou a insistir e resolvi ir com ele, meio sem destino certo e acabamos indo a uma casa de swing. Pensei que estávamos lá só pra curtir a música e tal.

Chegando lá, tomamos algumas drinks, conhecemos algumas pessoas legais, trocamos alguns beijos, mas nada de mais, rs, até que chegou a hora da apresentação do gogoboy. Nem dei muita atenção quando estavam anunciando a próxima atração, mas foi só ele entrar em cena que tudo mudou.

Ele dançando no pole dance e me olhando estava me deixando louca. Eu estava babando ali, cada vez mais molhadinha. Nossa, o jeito que ele pegava as meninas e imprensava no pole dance se esfregando e me olhando, nossa.

Eu sentia que era eu lá em cima levando aquelas roçadas gostosas e sim, logo comecei a ficar louca pra dar pra ele. Enfim a apresentação acabou e continuamos a nos encarar e eu já não estava mais aguentando de tanto tesão nele.

Meu marido percebeu e foi lá chamar ele pra me comer junto e foi na mesma hora que ele topou. Fomos os três para um lugar mais reservado da casa e eu já fui logo tirando a roupa e beijando os dois.

Fiquei de quatro chupando meu marido e dando para o gogoboy e em poucos minutos já estava gozando demais e gemendo loucamente.

Depois o gostoso do dançarino me jogou na cama e começou a me chupar, tomando todo o melzinho diretinho da minha buceta enquanto meu marido me dava um monte de leitinho na cara e na boca

Nossa, foram horas deliciosas de muitas sequências de socadas cada vez mais fortes dele, decidi então me ajoelhar em frente aos dois e foi tão gostoso colocar duas rolas na boquinha num oral bem babado e delicioso.

Depois que terminamos, nos despedimos e eu e meu marido retornamos a nossa casa. Eu estava tão cansada, com a buceta toda dolorida de tanto dar, mais ainda estava cheia de tesão, então dei pro meu marido de novo e gozei tanto pensando naqueles momentos em que estávamos nos três.

Enfim, depois de tudo, dormi como um anjinho que sou.

Camgirl e estudante, menina meiga, 24 anos, toda natural com belos seios. Amo cinema e uma boa música. Sensual por natureza, provocante por vocação. Posso ser aquilo que você sempre buscou, então não perde tempo. Vem curtir comigo no CameraHot.

Avatar
Sexo, mulheres, vídeos e ensaios eróticos! Isso e muito mais do universo masculino com aquela pitada de humor, sacanagem e informação.