Etiqueta do vinho: o manual básico pra não passar vergonha

Etiqueta do vinho: o manual básico pra não passar vergonha

O vinho é aquela bebida usada muitas vezes para impressionar as mulheres, com um alto poder de sedução e conquista. Saiba como usar essa sofisticação a seu favor com o manual básico da Etiqueta do Vinho.

Até porque se a gata for entendida, saber o básico da coisa já não te faz passar vergonha. E se ela não for, melhor ainda para ganhar uns pontinhos da conquista.

O manual da etiqueta do vinho

Tá pronto para beber de tudo parecendo um baita de um enólogo?

Selecionando a taça correta

Tudo começa pelo recipiente. Existem diversos tipos de taça para diversos tipos de vinho. Saber onde você vai colocar cada um deles é essencial. Mas não se preocupe, a regra geral é bem mais simples do que pode parecer à primeira vista. Vinhos tintos pedem taças com o bojo mais largo (aquela taça mais gordinha), vinhos brancos já são servidos em taças um pouco mais estreitas.

Alguns tipos de vinho pedem taças mais específicas. Um bom exemplo é o champagne, servido naquela taça bem fininha. Mas deixe a parte do aprimoramento mais pra frente. Saber que vinho tinto é na taça larga e vinho branco é na estreita já vai te dar conhecimento o suficiente da etiqueta.

Preparando a mesa

Um bom vinho na verdade é aquele acompanhamento diferenciado para um jantar. Ou seja, preparar a mesa com cuidado e habilidade também vai ser um diferencial para impressionar e para não passar vergonha. Então fique sabendo que a taça de vinho fica logo à frente do prato ao seu lado direito. E não esqueça de colocar um copo de água à esquerda da taça, ela é necessária para limpar o paladar entre as mordidas e os goles.

Manuseando o vinho

Aqui a dica é tão prática quanto de etiqueta. Ao trazer o vinho simplesmente não segure pelo gargalo. Até porque a chance dele cair no chão é enorme. Segure pelo meio da garrafa, acima do próprio rótulo. Não precisa se preocupar em esquentar o vinho, o vidro da garrafa é grosso o suficiente para evitar que isso aconteça. E, de jeito nenhum, segure a garrafa pelo buraco que há abaixo dela.

Abrindo o delicioso vinho

Pode parecer um erro bobo, mas acontece com mais frequência do que muitas pessoas podem imaginar. Então é necessário reforçar: não esqueça de ter um bom saca-rolhas. Além disso, não há muito mistério. Um simples passo a passo já resolve tudo:

  • 1. Retire a proteção de alumínio
  • 2. Verifique rachaduras na rolha (caso haja, isso pode indicar problemas com o vinho)
  • 3. Enrosque o saca-rolhas até a penúltima volta e puxe cuidadosamente para não quebrar a rolha
  • 4. Sinta o aroma do vinho para ver se está tudo bem (cheios de guardado ou de mofo indicam outros problemas com a bebida)
  • 5. Deixe o vinho respirar por 10 minutos antes de servir.*

*Sim, essa é a parte mais difícil.

Servindo como quem sabe

Bom, se na hora de trazer o vinho você pega pelo meio, na hora de servir você apoia a sua mão dominante por baixo e vira levemente a garrafa na direção da taça. Aqui você precisa ter cuidado e pensar sempre “nada de boca com boca”.

O que isso quer dizer? Quer dizer que você não deve encostar a ponta da garrafa na taça na hora de servir. O boca a boca fica pra mais tarde. Outra regra de ouro aqui é o “primeiro as damas”. Então sirva sempre as mulheres primeiros.

A quantidade correta

Essa gera uma certa dúvida, então é melhor esclarecer por aqui. Em média, você coloca três dedos de vinho. E nada de ficar perguntando “quer mais?”. Quando a pessoa terminar, basta servir novamente.

Como segurar a taça

A taça deve ser segurada pela haste para não esquentar o vinho e o dedo levantado não é uma boa ideia. Simples assim. Só cuidado para não derramar. E pronto, daqui para frente é só diversão.

E para tomar outro?

Caso continuem no mesmo rótulo de vinho, use a mesma taça. Caso vá tomar um outro vinho diferente, é necessário trocar para evitar mistura de gosto.

Já virou o craque do vinho? Então diga nos comentários quais bebidas gostaria de entender mais.

Veja também