Hoje é dia de arte, bebê! O que há de melhor na mistura de arte e pornô

12 de agosto é Dia Nacional da Arte

O que é arte? Parece aquele tipo de pergunta capciosa de professor de primeiro período de faculdade. Apesar de não parecer tão fácil de dar uma resposta de bate-pronto, a gente consegue ter uma boa noção interna do que é. Essa forma diferenciada de expressão vem nos mais diferentes meios e, claro, pode envolver também um bocado de putaria. Posto isso, nada melhor do que vermos o que há de melhor mistura entre arte e pornô.

Hoje vamos ver como a pornografia, o erotismo e a sensualidade se encaixam em alguns dos mais diferentes tipos de arte. Confira aqui vários exemplos de putaria nos filmes, nas pinturas, nas fotografias, no quadrinho e na dança.

Arte e pornografia: uma mistura gostosa

Comemore o Dia Nacional da Arte com o tipo de obra que você mais gosta.

Filmes de arte

Todo mundo sabe o que é um filme pornô. Apesar de haver muita técnica envolvida, infelizmente não é sempre que se dá o valor artístico a essas obras. Por outro lado, existe toda uma leva de filmes de arte em que o sexo come solto.

Para demonstrar, nada melhor do que exemplos, certo?  Temos o famoso Crash – Estranhos Prazeres, do diretor David Cronenberg, que mostra o fetiche por sexo em batidas de carro. 

Temos também o filme Love (2015), de Gaspar Noé, que buscava explorar em cena gravações não simuladas de sexo em 3D. 

Entre tantos outros, como O Duque de Burgundy, 9 Songs, Azul é a Cor Mais Quente, Shortbus, Deite Comigo… A lista vai longe.

Pinturas eróticas

Quando se fala de arte, muito se pensa nos quadros e nas pinturas. A maioria das correntes artísticas que conhecemos de nome são primariamente dedicadas a essa atividade, como cubismo, surrealismo, expressionismo, impressionismo, arte abstrata etc.

Nessa busca pela expressão de sentimentos, pela beleza e pelo impacto, claro que a sexualidade e o erotismo não poderiam ficar de fora. Exemplos não faltam na história da arte, mas vamos ficar apenas em 3:

A Origem do Mundo, de Gustave Courbet (1866)

Libertine Watercolor, de Achille Devéria (póstumo)

Double Nude Portrait, de Sir Stanley Spencer (1937)

Ensaios fotográficos

O termo “nu artístico” ficou famoso pelas capas das Playboys ao longo das últimas décadas. Pois é, os ensaios sensuais também tem a sua boa dose de arte e de técnica.

Mas já que estamos falando de uma comemoração ao Dia da Arte, é bom cavarmos mais fundo nas referências. Indo para um lado mais cult e ainda mais explícito da coisa, temos os seguintes presentes fotográficos para te apresentar:

Sexo Aristotélico, de Niku

Skye Peters come Fruit Loops, de Tyler Shields

Black Tropicana, de Chloe Newman

Quadrinhos cultuados

Uma das formas de arte mais recentes dentro dos 11 tipos, as histórias sequenciais também fazem parte do rol de possibilidades eróticas e pornográficas. Sim, todo mundo já pesquisou por um HQ de putaria e teve resultados bastante reveladores.

Mas existe um lado nas histórias em quadrinho que mistura o artístico e o pop da pornografia nesse meio. O nome dele é Milo Manara e provavelmente você já se deparou com uma obra dele por aí. O artista italiano foi responsável dezenas de quadrinhos e graphic novels pornô que são adoradas pelo lado cult da força.

(Reprodução: Internet)

Dança pornô

“A dança é uma expressão vertical de um desejo horizontal” diz a famosa frase atribuída ao dramaturgo irlandês George Bernard Shaw. Quem já viu um espetáculo de dança consegue entender bem o que ele quis dizer.

Como forma de expressão artística, pouca coisa pode ser mais sensual do que a dança. O melhor é que diversos espetáculos ultrapassam essa linha e partem para o explícito mesmo mantendo o tom artístico.

Gostou de ver como a arte e a putaria podem se relacionar intimamente de diversas maneiras? Então conta pra gente qual é o seu tipo de arte pornô favorito nos comentários.