Nerds e Boquete no cinema, conto erótico por April

Quem nunca quis aprontar no cinema assim?

Olá, me chamo April. Sou alta, magra, e como dizem: Típica bunda de brasileira. O conto de hoje é um clássico e foi um dos primeiros que escrevi. Afinal, boquete no cinema é algo que todos nós deveríamos vivenciar.

Era 2011, lançamento do primeiro filme do Thor, eu estava bem ansiosa, pois como fã de quadrinhos sabia que ali estariam as raízes para o famoso “Os Vingadores” de 2012. Esse é o detalhe do conto, pois não foi apenas um boquete no cinema, foi “O Boquete” no filme que eu esperava a meses para ver. Besteira minha puxar papo com o menino mais Nerd do fórum para me acompanhar.

Quarta-feira, sessão especial pré-lançamento do filme, 1:40am da madrugada. Devido a hora a sala não estava lotada e na época podíamos escolher os lugares a vontade. Eu fui toda simples, camiseta da capa do herói, uma saia jeans e tênis. Quando cheguei no shopping, o Nerd era lindo, praticamente o Thor em pessoa, me embolei toda, não sabia o que falar. Eu pensava: “Justo hoje que estou tranquila não querendo confusão”. Mas, quanto mais eu pensava, mais eu me distraia com o desejo que começou a surgir por ele.

Entramos e ele decidiu comprar pipoca, eu usei esse momento para ir ao banheiro, arrumar meus pensamentos, conferir minha calcinha, meu hálito e perfume. Tudo Certo! Voltei. Infelizmente não adiantava, eu já queria o pau dele. Nada me tirava aquilo da cabeça.

O filme começou. E o Nerd fez questão de colocar o saco de pipoca no colo. Maldade comigo, pensei. Já estava louca imaginando todas as possibilidades de ter ele para mim e ele ainda dá mole desse jeito? Dei tchau para o filme e disparei a comer pipoca. Objetivo era óbvio: Chegar ao fundo do pacote.

Eu estava quase lá, quando o lindo Nerd foi me passar o refrigerante e derrubou todo o copo em mim. Em um ato automático, ou não, ele pegou o guardanapo e tentou me secar. Segurei a mão dele. Nos beijamos por alguns minutos. Ainda assim não deixei que ele tirasse a mão da barra da minha saia. Sentia os dedos dele, era quente e encostava em minha coxa direita.

Eu estava com aquela sensação excitante de quando pele encosta com pele. Eu queria sentir o corpo dele tocando o meu. Sussurrei no ouvido dele, bem baixinho, e com muito tesão:

“Você já me molhou, agora enfia, vem!”

Ele não entendeu nada. Mas, espertamente eu estava quase terminando o saco de pipoca. Então arrumei minha mão bem no fundo do pacote e senti. Ele estava durinho, mas sem saber como lidar com o momento.

Eu o acalmei com mais um beijo, enquanto lentamente abria sua calça. Coloquei a cabeça do pau dele para fora, tirei a divisória dos bancos e me abaixei. Apenas a cabecinha. Puxei um pouco do refrigerante, que estava escorrendo entre minhas pernas, com meus dedos de forma que eu pudesse lamber e molhar minha boca. E toquei novamente com minha língua a cabeça daquele pau.  

A reação do Nerd foi um suspiro e eu senti que suas mãos me apertaram mais a coxa, o que o encorajou a pôr os dedos dentro de mim. Não aguentando soltei um, alto demais para ocasião:

“Vem!”

Um grupo de amigos olhou para trás para conferir o porquê do mesmo. Me segurei e terminei de abrir o fecho do lindo Nerd. Deliciei-me. Mesmo sem conforto, eu conseguia cuspir de forma que minha baba escorria e molhava a cueca dele. Eu me contorcia cada vez mais para chupar tudo. Nessa hora tirei tudo que estava em meu colo e abaixei na frente da poltrona dele, chupei.

Eu dava beijos lentos na cabeça, era carinhosa com o vai e vem de minha mão, mas também socava aquele pau bem fundo em minha garganta. Eu tocava uma punheta bem feita, pois queria porra para me acalmar. Não demorou muito e ele gozou em minha garganta. Tive que dar duas goladas bem dadas para descer. Delicia demais. Agora… me diz:

“E o filme… que filme era mesmo?”

April, camgirl do CameraHot

Essa Camgirl é escritora de contos eróticos desde os 21 aninhos de idade. Entende muito bem o que um homem gosta e fala tudo que querem ouvir. Enquanto escreve sempre fica bem molhada e agora anda deixando os homens loucos por aqui também. Ela é alta, magra com o corpo natural, peitinhos empinados com piercing mega sexy e sem nenhuma tattoo. Ela gosta de dizer sempre: Magra, mas com a aquela bunda de brasileira.

Avatar
Sexo, mulheres, vídeos e ensaios eróticos! Isso e muito mais do universo masculino com aquela pitada de humor, sacanagem e informação.