O melhor azeite que existe, conto erótico da April

O que essa gostosa aprontou na pizzaria?

Sou a April, alta, magra, mas como gosto de dizer: Típica bunda de brasileira. No conto de hoje, vou narrar de um episódio que me marcou muito.

Era meu aniversário e eu convidei a família para irmos a uma pizzaria chique, a qual já tinha notícias que tinha um chef lindíssimo e gostoso, claro.

Ao chegar, fui felizmente recepcionada por ele. Homem da minha altura, de músculos definidos pela manga da camisa pólo bem apertada nos bíceps. Já fiquei animadinha!

Durante o jantar, diversos garçons nos atenderam lindamente, pedimos uma pizza de lagosta, a prata da casa! Caríssima, mas valeu cada centavo, estava deliciosa. Vieram os parabéns e pedimos a conta. Após o pagamento, a cereja do bolo, o tal chef veio até minha mesa para questionar sobre o atendimento, se estávamos satisfeitos e tal. Nessa hora, como ele estava do meu lado, só eu pude perceber que um pau grosso e grande se fazia marcar em seu uniforme. 

Eu já estava meio alta pelos drinks maravilhosos que havia desfrutado durante a noite e decidi atacar. Enquanto ele contava a sua trajetória como chef ao meu pai, delicadamente rocei meu cotovelo em seu pau, óbvio, de uma maneira bem discreta na qual apenas eu e ele pudemos perceber. Ele me dirigiu um olhar assustado e malicioso, insinuando que estava gostando.

Me animei ainda mais, esfregando uma parte mais macia do meu braço naquele pau que já latejava de tesão. Vocês podem não acreditar, mas eu sentia ele pulsando no meu braço, que delícia de sensação. Amei aquele momento.

Por fim, ele encerrou sua narrativa e me disse que se realmente tivesse gostado daquele momento (referindo-se para todos na mesa ao aniversário e para mim, em particular, pela esfregada que dei no pau dele) poderia ligar para ele para agendar a próxima visita, deixando um cartão da pizzaria com telefone.

À essa altura, eu já sentia minha calcinha muito molhada. Sinalizei, apenas com uma piscadinha e ele saiu pra atender as outras mesas.

Como ainda morava com meus pais, voltei pra casa com eles pensando em bater uma assim que chegasse. Porém, no meio do caminho, sentada sozinha no banco de trás do Honda Civic do meu pai, não me aguentei e enfiei a mão por baixo da saia, puxei minha calcinha de renda pro lado e toquei o meu clitóris encharcado de tesão. 

Assim que chegamos em casa, inventei que tinha esquecido meu celular e que voltaria lá para buscar. Rapidamente peguei as chaves do carro para evitar mais perguntas e acelerei de volta.

Quando cheguei, percebi que ele estava na porta se despedindo de alguns clientes, logo me notou e focou seu olhar em minha saia preta de bolinha branca. Senti seu olhar de cobiça e felicidade por ver ver voltando, sozinha. Me recepcionou e me ofereceu um lugar no balcão do bar. 

Aceitei sem pestanejar e não pude deixar de reparar um vidro enorme de azeite que estava no canto. A imaginação fluiu enquanto tomava mais um drink, por conta da casa. Ele, inteligentemente, dispensou os outros funcionários e foi fechando a pizzaria aos poucos. Vez ou outra, dava uma relada em minha bunda que saltava para fora do banco, como que oferecendo aquele cuzinho para o pau robusto que se escondia atrás do uniforme já suado àquela altura.

Por fim, ficamos apenas nós dois naquele lindíssimo ambiente. Desconcertado, ele criou coragem e me puxou para um beijo inusitado com gosto de champanhe que ele havia aproveitado de uma mesa que deixara meia garrafa para trás.

Do beijo quente e molhado, logo enfiei a mão naquele uniforme e pude sentir aquele pau gostoso que imaginei a noite toda. Tive que implorar pra ele me comer sem demora porque eu já estava me derretendo de tesão. Meu líquido escorria lindamente pela extensão da minha coxa e ele percebeu isso quando colocou a mão por baixo da minha saia.

Rapidamente ele me colocou sobre o balcão, derrubando copos e pratos que haviam por lá, levantou a minha saia e rasgou com força a minha calcinha encharcada de tesão. Passou a mão naquele vidro enorme de azeite e lambuzou a minha bunda toda!!!

Finalmente pude sentir tudo aquilo que eu fui buscar, um pau grande, grosso e duro entrou rasgando a minha bucetinha depilada e apertadinha, lambuzada de azeite. Que maravilhosa sensação! Nossa, como eu gozei naquela primeira metida!

Mas não queria ficar apenas naquele gozo, eu queria muito mais… pedi que ele metesse forte e ele socou lá no fundo aquele pauzão, putz…. Cada tapa que ele dava na minha bunda fazia espirrar azeite para todos os lados, fui novamente ao delírio e gozei gostoso de novo, rápido assim! Era muuuuuito tesão.

Fizemos muitas posições naquela noite, mas percebi que ele já estava ficando ansioso para gozar. Queria muito ver aquele cara jorrando sua porra no meu rosto, na minha boca e me deixando completamente suja. Azeite e porra… já dava pra imaginar!

Tirei o pau dele da minha bucetinha e coloquei ele todo na minha boca. Nossa que pau lindo. Enquanto chupava, eu olhava dentro dos olhos dele e sentia ele chegar ao pleno gozo.

Quis incrementar e batendo uma punheta com as duas mãos, pedi que ele gozasse em mim, pedi que me sujasse toda de porra e azeite.. Imediatamente ao meu pedido, veio um jato grosso de porra na minha cara. Abri a boca e tentei mirar aquele pau para minha garganta pra poder sugar tudo e sentir o seu gostinho ao engolir ao menos uma parte daquele líquido dos deuses.

Assim que terminamos, me despedi com um beijo curto e agradeci pelo jantar, dizendo que agora sim eu estava completamente satisfeita. Nunca mais voltei lá ou liguei, mas ainda me masturbo muito pensando naquela noite fantástica. 

April, camgirl do CameraHot

Essa Camgirl é escritora de contos eróticos desde os 21 aninhos de idade. Entende muito bem o que um homem gosta e fala tudo que querem ouvir. Enquanto escreve sempre fica bem molhada e agora anda deixando os homens loucos por aqui também. Ela é alta, magra com o corpo natural, peitinhos empinados com piercing mega sexy e sem nenhuma tattoo. Ela gosta de dizer sempre: Magra, mas com a aquela bunda de brasileira.

Avatar
Sexo, mulheres, vídeos e ensaios eróticos! Isso e muito mais do universo masculino com aquela pitada de humor, sacanagem e informação.