O que acontece quando você fica muito tempo sem sexo?

Já te damos um spoiler: no geral, a coisa não fica boa

corpo fica sem sexo

A crença popular diz que sexo é saúde — e, nesse caso, não poderia estar mais correta. Não transar pode até ser o tipo de coisa que técnicos obrigam atletas a fazer antes de competições ou coisa do tipo. Mas a abstinência completa traz mais mais malefícios do que benefícios quando se trata de manter o corpo saudável.

Mandar ver com frequência vai te ajudar de formas que você nem imagina. Se você quer descobrir o que o sexo pode fazer por você, a gente te conta ponto a ponto. Veja tudo de bom que uma boa e constante trepada pode fazer por você.

Estresse e ansiedade

Sabe quando você brinca com o seu amigo nervoso que ele anda dormindo de calça jeans? Isso tem um fundo científico de verdade. O negócio é que a falta de sexo desregula os níveis de serotonina e ocitocina no corpo humano, dois dos hormônios que dão a sensação de bem-estar.

Quando em falta, o efeito é exatamente o contrário, causando estresse e ansiedade. Por isso quem transou recentemente não consegue tirar aquele sorriso bobo do rosto.

Problemas de imunidade

Transar é melhor que vitamina C. Para evitar gripes e resfriados, ter frequentemente ação na cama pode ser o remédio que você precisava. Enquanto isso quem não faz muito sexo pode acabar correndo o risco de viver sempre com aquele nariz escorrendo.

Segundo estudo feito com estudantes universitários americanos, aqueles que fazem sexo pelo menos uma ou duas vezes por semana apresentam um nível mais alto de anticorpos. Mais especificamente a Imunoglobina A — que tem papel importantíssimo no sistema imunológico.

Você pode ficar menos inteligente

O negócio é que fazer sexo promove crescimento de neurônios no hipocampo, segundo descoberta de cientistas da Universidade de Maryland. Benefício que é completamente perdido quando há abstinência. Nesse caso, não existe crescimento cerebral nenhum.

Ou seja, quem tá se achando todo espertão por ficar não sei quanto tempo sem transar não poderia estar mais errado. Ao mesmo tempo, a pesquisa também demonstrou que ser mais inteligente não significa necessariamente que a pessoa fará mais sexo.

Chances de disfunção erétil

Sabe aquele negócio de que quanto mais você usa, melhor fica? Isso acontece também com o seu garotão. Isso significa que quem não está botando o rapaz pra jogo com frequência, corre o risco de deixar ele meio para baixo (literalmente) por bastante tempo.

A abstinência faz com que aumente as chances de homens terem disfunção erétil. Enquanto a prática sexual frequente tem um efeito positivo nas ereções.

Problemas de memória

Tem sempre aquela pessoa que se lembra da escalação do Fluminense no Campeonato Carioca de 1989 na mesa. O segredo desse cara deve ser que ele está fazendo sexo com frequência.

Os estudos estão em fases bem iniciais, mas algumas pesquisas demonstram que pessoas que transam com frequência são melhores em relembrar fatos do passado. Além disso, existem sinais de que o sexo faz com que seus neurônios funcionem melhor no geral.

Menos risco de DSTs ou infecções urinárias

Vamos falar de coisa boa, vamos falar de Tekpix. Tá bom, ao não transar não é que você vá ganhar a câmera mais vendida do Brasil, mas existe um benefício para a sua saúde. Pela falta de atividade, existem menos chances de contrair doenças sexualmente transmissíveis. Nesse caso, os motivos são meio óbvios.

Porém, outra coisa boa para o seu bem-estar que rola ao não botar para quebrar é o menor risco de ter infecções urinárias. Você tem certeza que esse motivo é bom o suficiente para passar por cima de todos os outros? O melhor é aliviar bastante a tensão mesmo.

Queda na libido?

Aqui os peritos no assunto não chegaram em um consenso. Alguns especialistas afirmam que fazer sexo é igual por lenha na fogueira, quanto mais você manda ver, maior fica o fogo. Já outros dizem que um tempo sem a coisa faz com que você fique maluco para trepar outra vez. Bom, nesse caso, é melhor você confiar na sua experiência.

Problemas cardiovasculares

Não é à toa que o Viagra foi descoberto quando pesquisadores estavam tentando descobrir um remédio para o coração. Uma vida sexual ativa é bastante ligada a uma boa saúde cardiovascular. Já períodos de seca fazem com que as melhorias hormonais e aeróbicas deixem de acontecer.

Chances de câncer de próstata

Um caso sério para qualquer homem. O câncer de próstata — e seu famigerado exame — sempre passa pela cabeça de todo cara. Portanto, aqui vamos falar de números. Um grande estudo feito com mais de 30.000 homens trouxe um resultado bem sugestivo sobre o assunto.

O resultado encontrado é de que aqueles que ejaculam mais de 21 vezes por mês têm as menores chances de sofrerem com o câncer de próstata, comparados aos que ejaculam entre quatro e sete vezes por mês.

Está cuidando bastante da sua saúde? Então corra pra dar umazinha só para não ter chance de ficar doente e depois volte aqui para deixar seu comentário.

Avatar
Sexo, mulheres, vídeos e ensaios eróticos! Isso e muito mais do universo masculino com aquela pitada de humor, sacanagem e informação.