O sexo dos meus sonhos, conto erótico por Bela Sexy

Como será que foi o melhor sexo da vida dessa gostosa?

Estou na cama desde às 14h, nua com a bunda pra cima, preguiçosamente esticada, em pleno domingo. Agora já passa das nove da noite e está tudo escuro, mas não estou dormindo.

Sabe, ainda estou solteira, então, estou acostumada a dormir só, mas é tão bom ter alguém deitado ao meu lado e, nesse momento, tem alguém na cama comigo. E o safado está agora com dois dedos na minha buceta, mexendo, mexendo.

Aposto que o pau dele tá duro, bem duro.

– Aí, gostoso! – mexo a bunda sem parar, convidando ele a montar em mim.

Fazia tempo que não gozava tanto assim, pra falar a verdade, o último cara tão bom de cama desse jeito foi casado comigo, mas esse tem uma vantagem; ele chupa muito. Sim, o loiro passou umas boas horas alternando lambidas, dedos gostosos e o pau enfiado em mim.

Nos conhecemos hoje cedo no trânsito, eu explico, ele bateu na traseira do meu carro enquanto eu estava indo comer numa padaria no fim da avenida, foi tudo muito rápido. Bati com a cara no volante e ele foi bem gentil, perguntando como eu estava, tentando cuidar de mim.

Quando vi, suas mãos estavam tocando meu corpo e eu fiz cara de prazer, ele me puxou para bem perto da boca dele e eu senti seu cheiro de perfume francês. Estar ali nos seus braços amparada por seus ombros largos não me deixou resistir.

– Eu ainda não sei seu nome – o hálito dele era ainda melhor que o cheiro do seu corpo.

Minha boca chegou mais perto, acho que ele sentiu que minhas pernas chegaram mais próximas a dele.

– Melissa.

O pau dele tava duro e era grande, eu devia estar sonhando que estava sendo beijada tipo em cena de filme romântico e ali eu tinha certeza que hoje mesmo iria ter um sexo maravilhoso com um cara tão gato, gostoso, de pau grande e duro, motoqueiro, sexy, só faltava ser solteiro e sem filhos.

Era sonho isso, só pode.

Esse homem entrou na minha casa e já foi tirando minha blusa, chupando minha língua e minhas unhas estavam cravadas nas costas dele, subindo e descendo. Em segundos eu estava pelada sendo chupada por ele e tentando subir as escadas para deitar no colchão e o serviço ser completo.

Cai na cama e ele ficou ali de pé me admirando, reconhecendo o ambiente.

Meus cabelos pretos emoldurando meu rosto e caindo logo abaixo dos bicos dos seios duros. Deitada sobre os cotovelos e de pernas abertas.

– Tem camisinha?

– Não.

– Nem eu – mexi os quadris apontando onde ele deveria começar – Vem aqui, vem.

Ainda de pé olhei pela luz da janela seu enorme saco rosa, cheia de pelos loirinhos, aquela pele macia na minha boca. Sentia a delícia de passar a língua ali, bem devagar, sugar as bolas, imediatamente minha boca encheu de água.

Mas agora era a vez dele me chupar, ele desceu um pouco me beijando e deslizando um dedo na buceta molhada. Dois dedos. Desceu e chupou um seio, apontei o segundo. Os dedos mexiam gostosos me excitando mais ainda.

Eu me contorcia, que sorte a minha ser fudida assim, sem limites.

– Chupa essa buceta, seu safado – será que ia assustar ele? Pensei. “Ah foda-se, vou transar o mais gostoso possível.”

Ele passava a língua, lambendo devagar, chupando o grelo, mordendo. De repente enfiava o nariz e a língua dentro de mim e chupava como um cachorro louco, apertando minha bunda com as mãos.

Fez uma breve parada e me olhou nos olhos.

– Quer que eu goze na sua buceta? Encha você todinha de leite quente? – suas palavras me arrepiaram –  Porque eu quero te comer, dar bombada na sua buceta e não estou nem aí se você não se previne, eu só vou parar quando quiser e te encher com a minha porra quente.

Caralho como ele sabia o que me dá mais tesão? O loiro gato e gostoso passou a cabeça do pau na minha buceta, encharcada.

– Como você sabe o que me faz gozar? Hein safado?

A cabeça do pau rosa era grossa e uma veia pulsava, eu vi ele me torturar até enfiar o pau todo dando a primeira estocada.

– Eu não sei, estou falando só o que me da tesão, mas confesso que já te vi no bairro antes, não tem como esquecer uma mulher linda como você, eu ficava impressionado era por você ser solteira, sendo tão gata e gostosa.


Era alguma obra do destino, bem que diz que a lei da atração funciona, tudo o que eu sempre quis era um loiro, alto, lindo de pau bem duro, fiel e apaixonado por mim, de quebra rico e generoso, hahaha. Veio o pacote completo que sempre imaginei nos meus sonhos.

Eu estava me tremendo de tesão, o cara era muito gato, o meu perfil de homem e estava me fudendo gostoso como eu imaginava que seria o melhor sexo da minha vida.

Suas mãos estavam segurando minha cabeça, sua boca molhando a minha com a sua saliva enquanto ele se revelava. O pau por dentro fazendo o sexo dolorido e muito molhado, eu estava em êxtase, era a foda dos meus sonhos. Pau babando na buceta, caralho, que delícia.

– Já que nós dois nos queremos e é reciproco, nada mais justo do que você aceitar meu pedido de namoro, aceita?

– Sim – e o paraíso é aqui. O safado chupou minha língua e aumentou o ritmo, bombada atrás de bombada, puxei sua bunda implorando mais.

– Ahh, eu vou gozar na buceta, sente meu leite quente vadia gostosa. Agora meu esperma tá entupindo você, delicia.

Caralho, foi a melhor gozada da minha vida, minha alma estava tremendo muito por dentro. Depois ele comeu meu cu e ainda pude beber leitinho.

Depois de algumas horas de sexo, ele ainda estava com fogo e eu também, estava delirando com os dedos dentro da buceta. Achei o homem que queria, insaciável na cama, igual eu.

Olá, sou a Melissa ou Bela Sexy e adoro um sexo safado! Sou comunicativa e engraçada e gosto de homens com pegada. Linda dos pés a cabeça, vou te fazer pirar quando contar minhas fantasias lá no CameraHot.

CLIQUE AQUI E ENTRE NO CHAT DA BELA SEXY DO CAMERAHOT!

Veja também

Avatar
Sexo, mulheres, vídeos e ensaios eróticos! Isso e muito mais do universo masculino com aquela pitada de humor, sacanagem e informação.