Qual o festival mais louco (de sexo) do mundo?

Em vésperas de Rock in Rio, essa é a pergunta que não quer calar

Talvez um dia o Rock in Rio tenha sido louco. Muito louco. Mas hoje ele tem essa cara de megaevento super organizado, o que não ajuda à ousadia. Só para termos de comparação, no Glastonbury (Reino Unido), 4 a cada 10 pessoas fazem sexo ao longo do festival. Isso sim é louco, né?

Como nós gostamos de loucura e sexo, claro, trazemos aqui uma lista dos festivais mais bizarros e sacanas do mundo, tudo pra deixar o Rock in Rio no chão, chão, chão, chã-chã-chão:

Kanamara Matsuri — Japão

Alguns podem dizer que os habitantes da terra do sol nascente têm fama de recatados, outros de reprimidos. Mas no festival kanamara de fertilidade, tudo isso é deixado de lado.

kanamara matsuri
Festival japonês onde o personagem principal é o PÊNIS | Foto: elmimmo / Internet

Nessa parada que passa pelas ruas da cidade de Kawasaki, prepare-se para ver de tudo. Desde jovens orientais montadas em um pênis de madeira, até dezenas de pessoas carregando um pinto gigante de aço. Por lá, são os falos que dão tema à festa.

Louisiana Mudfest — Estados Unidos

O estado da Lousiana pode até ser mais reconhecido por outra festinha cheia de ousadia que rola em Nova Orleans, o Mardi Gras. Nele, rolam uns peitinhos em troca de uns colares. O que é até legal, mas não chega a ser safado o suficiente como o festival da lama.

Na Mudfest, gatas de biquíni lutam seminuas na lama. E não só isso, esse ambiente enlameado deixa tudo propício para as coisas ficarem mais sujas ainda. Tudo regado a muita bebida e rodeado por caminhonetes, monster trucks e 4x4s.

El Colacho — Espanha

Se você acha o Corpus Christi um feriado desanimado, talvez seja porque Castrillo de Murcia não esteja no seu roteiro para esses dias.

Foto: Nick Gammon / Internet

Apesar de, certamente, ser o menos erótico entre as festas listadas, dá para ver porque vale a menção. Nele, um homem de amarelo — representando o demônio — pula por cima de bebês nascidos nos últimos 12 meses por conta de um costume religioso. Nada mais a dizer.

Testy Fest — Estados Unidos

Pode apostar que, quando se trata de festa de putaria, os americanos são muito bons.

https://www.youtube.com/watch?v=l5B7yBMrpow

Nesse evento de Montana, além dos clássicos colares por peitinhos, tem muita gente pelada e rolam concursos de camisetas molhadas. Mas, o que dá nome ao evento, é o costume de comer testículos. Curioso, não?

Beltane Fire Festival — Escócia

Honrando tradições, as pessoas em Edinburgo se reúnem em volta de uma fogueira ao final de abril. A celebração é para comemorar o início do verão (no hemisfério norte).

beltrane fire festival
Mas PEGA FOOOOGO o cabaré

O ponto é, para ser um bom ritual pagão, tem que rolar uma putaria daquelas. E, bom, eles honram as tradições de valorização da fertilidade por lá, se é que você me entende.

E o nosso querido Carnaval, hein?

Diante de todos esses acontecimentos ao redor do globo, não teve como deixar de pensar na grande festa que dá início ao nosso ano — mesmo sendo só em fevereiro (ou, às vezes, em março).

Ele tem todos os quesitos para ser um grande festival. O carnaval é no verão, como boa parte dos acima listados. No carnaval tem música, seja marchinha, seja trio elétrico. O clima é quente, as roupas são curtas e as campanhas de camisinhas são muitas, se rola sexo ou não, são vocês que tem que nos contar.

E aí? No carnaval pra você rola muito sexo ou não?