Quer um relacionamento aberto? Essas dicas que vão te ajudar

Saiba o que você precisa fazer para viver uma experiência desse estilo

relacionamento-aberto

Você com certeza já ouviu falar em relacionamentos abertos, certo? Tem algum tempo que eles estão na moda. E, para falar bem a verdade, fazem bastante sentido, não é mesmo?

Vamos concordar com o seguinte, a monogamia, apesar de ser o predominante e mundo afora, parece que não foi feita para todo mundo.

Claro, muita gente está muito feliz em ter a sua parceria fixa e mantê-la para todo sempre. Porém, alguns outros sonham com algo diferente. A ideia é manter um relacionamento aberto, mesmo que ainda não tenham muita ideia de construir essa oportunidade.

Se você também tá nessa de buscar algo diferenciado, mas ainda não sabe muito bem como começar, a gente tem um guia que pode te ajudar.

Descubra quais são os passos que você vai precisar dar para chegar lá naquele tão sonhado objetivo de ter uma relação diferente da monogâmica.

Como ter um relacionamento aberto:

Saiba como abrir o jogo

Todo mundo já sabe, né? Quem sabe trocar uma ideia, ganha o mundo. Portanto, encontrar a maneira certa de falar com a sua parceira é ideal.

Não importa em que fase da relação você e a sua senhora estejam. Seja logo no início enquanto estão se conhecendo, seja já em um namoro ou seja em um casamento de anos, tenha em mente o seguinte: caso você queira explorar estes novos limites, é importante falar com a sua gata.

Mas nada de chegar já com o pé na porta, é importante escolher a hora certa e demonstrar toda a empatia. Senão, a chance de se dar mal é gigante.

Pesquisar mais sobre o tema

O mais legal de um relacionamento aberto é que ele pode vir de todas as formas que você puder pensar — e de algumas outras que você nunca imaginou também. Os termos para definir essas incomuns relações são os mais variados possíveis.

Tem o Swing, tem a Regra dos 100km, tem o Poliamor, tem a Polifidelidade, tem o O que os olhos não veem…, tem até Unicórnios.

Os tais relacionamentos não-monogâmicos são dos mais diversos tipos e se você souber como a maior parte deles funciona, vai acabar encontrando o perfeito para você e para quem embarcar nessa jornada gostosa contigo.

Definir as regras

Tá aí uma parte que não pode faltar de jeito nenhum. Ver com os participantes o que pode e o que não pode nessa relação.

Mesmo que a regra seja de que vale-tudo, não dá para ter esta relação fora do convencional sem estabelecer o que é permitido e, principalmente, o que não é.

Para isso, é bom entender quais são os limites de quem está participando. Tanto os limites sexuais quanto os limites emocionais.

Determinar o que é o melhor para todos

Caso a sua parceira não queira participar de um relacionamento aberto, não tem muito o que fazer logo de cara. O melhor caminho é tentar entender bem certinho o que pode funcionar de um jeito mais interessante para todos.

Não adianta nada ficar o casal mega infeliz porque alguém estava a fim mesmo de uma outra coisa. Por vezes, é só dar uma esperada que o tempo acaba por fazer seu papel e ajuda a parte insatisfeita a buscar algo novo.

Mas fazer a escolha daquilo que é a melhor situação para todas as partes, de chegar a um consenso, é o que pode fazer tudo funcionar bem.

Veja como vocês vão falar para os outros do seu relacionamento

Outra decisão importante é se os participantes pode abrir o verbo ou devem manter a discrição sobre o relacionamento.

Afinal, cada relação aberta funciona à sua maneira e às vezes tornar público pode não ser o mais vantajoso, enquanto em outras situações não há problema algum em espalhar aos quatro ventos.

Não ignorar os sentimentos

Ainda que em um relacionamento aberto, mais do que duas participem e isso seja bem fora do que se convencionou, não se pode esquecer que todos os envolvidos são seres humanos.

Cada um tem as suas próprias emoções e pode se sentir de uma maneira quanto à relação. Esses sentimentos não podem ser ignorados. Pelo contrário, devem ser trabalhados para que esse amor livre fique mais gostoso.

Manter a porta aberta para mudanças

Não adianta estar entre tantas pessoas se você não tiver jogo de cintura. O papo reto é o seguinte, meu amigo, você precisa manter o rebolado.

Flexibilidade é a alma do negócio e você sabe disso. Sendo assim, mudanças podem acontecer e você deve estar preparado para aceitá-las de bom grado.

Está a fim de ser parte de um relacionamento aberto? Já sabe o que fazer para alcançar o seu objetivo?

Sexo, mulheres, vídeos e ensaios eróticos! Isso e muito mais do universo masculino com aquela pitada de humor, sacanagem e informação.