Sexo na praia com David, o bem dotado, conto erótico por April

Como será que essa gata se descolou quando foi pra Bahia?

Olá me chamo April, gosto de dar de quatro e no quarto. Sou alta, magra e como dizem: “Tenho aquela bunda de Brasileira”.

Neste conto eu estava viajando sozinha, gosto de fazer pequenas viagens para quebrar minha rotina e dar uma descansada da loucura do mundo. Também é nestas viagens que escrevo meus contos mais quentes, pois arrumo minhas melhores experiências. Esta é mais uma delas.

Me hospedei em um resort bem reservado e bem-conceituado na Bahia. Em minha bagagem levo como companheiros meus brinquedos e as roupas safadas que possuo.

Por várias noites descansei, fiz massagens e fui saudável. Mas conforme planejado, após o terceiro dia, ia sair um pouco e me divertir.

Lembro muito bem da noite que antes de me banhar bati uma delícia de siririca, onde primeiro sinto meus dedos com minha língua cuspindo e molhando bastante para colocá-los bem molhados em minha buceta apertadinha. Coloco primeiro o indicador, depois outros. Pego meu vibrador e deixo ele fazer o resto do trabalho, enquanto eu passo a mão em meus mamilos que já estão durinhos de tesão. Gozei tanto que fiquei com sede e fome e, de sobremesa, queria porra doce bem quentinha no fundo de minha garganta.

Coloquei meu vestido agarradinho e fui a um restaurante que após às 23h virava club, abrindo um espaço para dançar. Gosto de dançar e sozinha parece que fico mais solta ainda.

Eu rebolava até o chão se tocavam funk e sensualizava toda quando tocavam house. E assim, entre uma rebolada e sensualizada, olhei para o lado e vi um negro perfeitamente esculpido, ele era alto, magro e, além de ser lindo, me chamou atenção o inglês perfeito que o mesmo pronunciava. Inglês britânico, gostoso de ouvir.

Fiquei alguns minutos observando e já fui sentindo que minha bucetinha estava começando a ficar molhanda e quente. Quebrei o gelo perguntando com meu enferrujado inglês de onde ele era. Ele me respondeu com uma voz bem rouca:

“Sou daqui, sou Baiano. Me chamo David. Trabalho com turismo de alto nível.”

Eu disse:

“Nossa, alto nível mesmo. Você é maravilhoso, e esse seu inglês, um caso a parte.”

David sorriu, me perguntando se queria tomar algo mais interessante que cerveja. Eu disse que sim, queria Whisky sem gelo. Ele então chamou o atendente do bar, com uma intimidade que comprovou que ele trabalhava com turismo no local, e me presenteou com uma garrafa fechada de Macallan Triple Cask 18.

Ele disse:

“Adoraria saborear esta garrafa com você em um lugar mais tranquilo.”

Respondi prontamente, o segurando pelo pescoço:

“Só aceito se for na melhor praia que conhece e se eu puder entrar no mar completamente nua.”

Ele pegou minha mão com carinho e fomos em direção a praia. Quando percebi estávamos em uma praia paradisíaca. Ainda era noite quando comecei a tirar minha roupa. Meu vestido colado que mal dava para perceber que em baixo eu vestia uma calcinha rosa pequena, linda. Ele puxou meus braços falando em meu ouvido para eu ficar a vontade, ninguém iria ver nada. Mal sabia ele que eu não me importava se alguém estava nos vendo. Quando ele ficou nu, vi que o pau dele era grande. Gigante na verdade. Imenso. Ele era um “roludo” gostoso.

Ele me comeu na praia com força, eu sentia a cabeça do pau dele bater lá dentro de mim. A cada socada que ele dava eu gemia mais gostos e alto.

Ficamos por horas ali. Depois me arrumei, coloquei meu vestido e voltei para meu hotel.

Me lembro bem. Eita pau gostoso!

April, camgirl do CameraHot

Essa Camgirl é escritora de contos eróticos desde os 21 aninhos de idade. Entende muito bem o que um homem gosta e fala tudo que querem ouvir. Enquanto escreve sempre fica bem molhada e agora anda deixando os homens loucos por aqui também. Ela é alta, magra com o corpo natural, peitinhos empinados com piercing mega sexy e sem nenhuma tattoo. Ela gosta de dizer sempre: Magra, mas com a aquela bunda de brasileira.

Avatar
Sexo, mulheres, vídeos e ensaios eróticos! Isso e muito mais do universo masculino com aquela pitada de humor, sacanagem e informação.