Shibari: FoxGirl te ensina sobre a amarração erótica japonesa

A deliciosa FoxGirl nos ajuda a explicar mais sobre essa prática

large-shibari-foxgirl

Ah, o Japão! Um lugar tão distante, tão exótico, mas que nos proporciona tantas coisas deliciosas. Entre tantas taras e coisas eróticas, a Terra do Sol Nascente também é o berço do shibari. É sobre ele que vamos falar por aqui, então cola aí, aproveite tudinho e se prepare para ficar super a fim de praticar esse fetiche.

Uma prática muitíssimo visual, o shibari brinca com padrões geométricos que acentuam as curvas naturais humanas. Ainda mais quando é uma gata bem amarradinha. Com um baita destaque para os órgãos genitais e as zonas erógenas.

Quer saber mais sobre esse delicioso fetiche? Então segue com a gente, que contamos tudo sobre ele com a ajuda especial da modelo FoxGirl.

O que é o shibari?

FoxGirl é uma das camgirls do CameraHot que é adepta ao Shibari

Em japonês, a palavra shibari (縛) significa literalmente amarrar. Mas precisamos dizer que ela ganhou uma outra conotação ao longo do tempo, ganhando um significado mais fetichista.

O shibari pode ser visto como uma prática específica do bondage, na qual são utilizadas apenas cordas de fibras, preferencialmente cânhamo ou juta. A prática do shibari remonta ao Japão feudal, mais especificamente no período Edo (do séc. XVII ao XIX).

O fator psicológico

Claro, o shibari é extremamente erótico e muito bonito de se ver. Mas ele também tem componentes psicológicos como grandes aliados. Mais do que apenas ser amarrada, a pessoa pode encontrar todos os tipos de emoções durante a prática, como a sensação de liberdade, por mais contraditório que pareça.

Para quem é voltado a uma área mais holística, há o fato também de muitos dos nós podem ser feitos em algum dos 64 pontos de chakra. Ou seja, os mesmos pontos utilizados no shiatsu e na acupuntura.

A pressão nesses pontos é algo que pode trazer coisas como relaxamento, confiança e sensação de libertação de bloqueios emocionais. Quem se rende às cordas encontra muito mais do que imagina.

As sensações

Para saber mais a fundo sobre como é a sensação de alguém que pratica o shibari, nada melhor do que perguntar a uma pessoa que entenda do assunto. Sendo assim, tiramos essa dúvida com a linda camgirl do CameraHot, FoxGirl. Ela é praticante do shibari iniciante e nos conta como começou, o porquê e as sensações:

“Há uns dois ou três anos atrás quando comecei a aflorar meu lado erótico/fetichista, o shibari sempre me chamou atenção pela estética visual que causa, o corpo envolto pelas cordas é tão lindo, tão sensual! Como tenho a personalidade submissa foi um prato cheio”, diz Fox Girl.

Ela ainda acrescenta: “a sensação é muito particular, cada um dentro da sua experiência vai sentir algo diferente, a única coisa que posso garantir: é uma delícia! Eu me sinto muito relaxada, confortável e, claro, excitada!”.

Autoestima e confiança

Por ser tão visual, o shibari ainda tem um outro ponto positivo: ele pode ser ótimo para a autoestima. Graças ao arranjo estético das cordas, nas curvas do corpo, características sensuais são enfatizadas com louvor.

Pedimos auxílio aqui também para a própria FoxGirl contar como o shibari a ajudou em relação a questões como autoestima e confiança. Veja o que ela diz: “Aprendi a amar meu corpo do jeitinho que ele é, ver uma beleza que antes eu não via. Aprendi a confiar e a me entregar durante a sessão, duas coisas que são essenciais para uma boa experiência dentro do shibari”.

O que não pode faltar para começar

A dica da FoxGirl para iniciantes é a seguinte: “Conheça algum shibarista que realmente entende do assunto! Pessoas que oferecem cursos sobre shibari, falando sobre a técnica e ensinando como realizar as amarrações. Não tentem fazer isso sozinhos sem conhecimento, você pode se machucar feio ou machucar alguém!”

Passo a passo para fazer as amarrações

A gente deixou o melhor para o final. Então é bem aqui que você aprende a praticar um pouquinho mais do shibari.

O processo de amarração consiste em três passos iniciais: 1. imobilização do tronco, 2. amarração das nádegas e do abdome e 3. fixação das cordas ao longo do corpo. Na parte 3, é interessante deixar alguns nós nas zonas erógenas para aumentar o clímax.

O shibari pode ser feito a partir de diversas técnicas, algumas delas são:

  • Gote gasshou (後手合掌): mãos amarradas nas costas em posição de oração.
  • Hishi (菱): amarração em forma de diamante.
  • Ushiro (後): mãos completamente amarradas atrás
  • Matanawa (また縄縛): amarrações para as áreas genitais.
  • Gote takatekote (後手高手小手): amarração para os seios/o tronco.

Cuidados necessários

Claro, algumas precauções são necessárias, como utilizar materiais macios durante o shibari e não apertar demais as cordas. Nada de amarrar o pescoço, as articulações ou as áreas muito macias e parar imediatamente a qualquer sinal de asfixia, como: enjoos, calafrios ou hiperventilação.

É bom ter uma tesoura (para cortar rapidamente) e uma garrafinha de água (para evitar desidratação) por perto.

Sobre isso, a FoxGirl ainda tem uma outra dica, caso você queira fazer sexo com uma pessoa amarrada: “quem vai fazer as amarrações tem que estar em um nível expert caso contrário pode machucar de uma forma bem grave”.

Então, caso queira começar a praticar o shibari, lembre-se de encontrar alguém especializado nessa técnica e que tenha ciência sobre as amarrações e limites da brincadeira.

Recadinho final da FoxGirl

Essa gata te olhando assim não tem como não se apaixonar, né

Com a palavra, a nossa gata: “Eu sou submissa então gosto de fazer literalmente tudo que me mandarem fazer, esse é o meu prazer! Gosto de podolatria, amo quando aparece um usuário querendo ser a minha putinha (inversão de papéis), não tenho nem palavras para aquele usuário super dominador! Sou apaixonada em interpretar papéis oferecidos pelos meus amados usuários. Food porn tá entre meus preferidos também. São tantos que chego a me perder aqui! Claro que vou esquecer de algum, mas saibam que eu sou super aberta e livre de qualquer preconceito se quiser vir realizar uma fantasia comigo ou me apresentar alguma eu vou amar!”

Que tal chamar ela no CameraHot para realizar o shibari ou algum outro desses fetiches, hein? Já deu pra ver que a gata curte muito uma brincadeira mais quente.

E agora, qual fetiche você gostaria que uma gata do CameraHot te ensinasse? Conte aqui nos comentários.

Avatar
Sexo, mulheres, vídeos e ensaios eróticos! Isso e muito mais do universo masculino com aquela pitada de humor, sacanagem e informação.